Agronegócio

11/07/2018 15:37

TCE apura se Fávaro utilizou recursos da Sema para promoção pessoal

O conselheiro interino do Tribunal de Contas de Mato Grosso, Luiz Carlos Pereira, determinou a abertura de uma Tomada de Contas para apurar se o ex-vice-governador Carlos Fávaro (PSD) utilizou recursos da Secretaria de Meio Ambiente (Sema) para promoção pessoal. Caso comprovada a irregularidade, Fávaro terá de devolver o dinheiro aos cofres públicos.


“Em consonância com o entendimento do  Parquet  de  Contas quanto a existência de dano ao erário, entendo pertinente determinar a conversão da presente Representação de Natureza Interna em Tomada de Contas (...) Por fim, por se tratar de decisão irrecorrível, determino a remessa dos autos à Secex desta 3ª Relatoria para que instrua a presente Tomada de Contas, com vistas à apuração da responsabilidade e o valor do dano ao erário decorrente da utilização de recursos do Famad para o financiamento da promoção pessoal de agente público”, decidiu o conselheiro.
Conforme a denúncia, inicialmente protocolada pela Secretaria de Controle Externo (Secex) do Tribunal como uma Representação de Natureza Interna, Fávaro teria promovido uma festa para os servidores da Sema, em dezembro 2016, utilizando recursos do Fundo de Apoio à Madeira (Famad).
No referido evento, constariam "fotos, nomes e símbolos que serviriam para a promoção pessoal" do social democrata, que na época era titular da Pasta. Fávaro comandou a Sema entre abril de 2016 e dezembro de 2017, quando entregou o cargo para iniciar a construção de sua campanha ao Senado Federal.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo