Brasil

04/07/2018 10:03

Prefeitura possibilita criação de feira livre no Distrito do Sucuri

A Prefeitura de Cuiabá, por intermédio da Secretaria de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, está gerando oportunidades para que as comunidades possam formalizar suas feiras livres, pelos bairros da Capital. O secretário Vinicyus Hugueney esteve na última quinta-feira (28) na comunidade do Sucuri, para acompanhar o desenvolvimento da horta comunitária e do local onde a associação de moradores pretende criar a feira no bairro. A visita foi acompanhada pelo subprefeito, Walter Arruda.

Existem em Cuiabá 52 feiras livres, espalhadas por todos os bairros, com 1.070 feirantes cadastrados, responsáveis por mais de 1.450 barracas, distribuídas pelos seis dias da semana, sempre de terça a domingo. As feiras mantém sempre o mesmo formato, embora algumas tenham se ressentido da concorrência dos supermercados e dos varejões. Sobrevivem à modernização dos tempos e vêm mantendo a atratividade do que frequentam semanalmente esses mercados de céu aberto e se abastecem dos produtos lá comercializados.

É de responsabilidade da Secretaria de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico criar, localizar, dimensionar, remanejar, suspender ou mesmo extinguir as feiras de Cuiabá, bem como alterar dias e horários de funcionamento, quantificar e qualificar os tipos de produtos que serão comercializados, atendendo sempre o interesse do público respeitando as exigências sanitárias, viárias e urbanistas.   

“Consumidores de diferentes classes sociais estão representados na feira livre e talvez seja esse o verdadeiro encanto das feiras. Aqui na comunidade do Sucuri fiquei muito animado com os pequenos produtores que estão em um ritmo crescente de produção, a ponto de quererem regulamentar uma feira no bairro”, ressaltou Vinicyus.

Para se criar uma feira livre é necessário obedecer algumas normas, que a comunidade do Distrito do Sucuri, precisa providenciar, são elas: fazer um ofício para o secretário da pasta; ter abaixo assinado dos moradores concordando com o trancamento da rua; duas opções de vias públicas que não sejam linha de ônibus e cópias dos documentos da associação de bairro que está requerendo a feira. Além disso, não poderá ser instalada próximo a hospitais, postos de saúde, combustíveis e templos religiosos. 

A iniciativa de criação da feira na região do Sucuri surgiu da união da comunidade com o apoio da Secretaria de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, que desde abril deste ano vem levando aos pequenos produtores mecanismos para que eles possam comercializar os produtos originários do local, gerando emprego e renda para aqueles moradores. A comunidade já recebeu cursos de capacitação em empreendedorismo, uma parceria do Instituto federal de Educação – IFMT. Os pequenos produtores plantam hortaliças, verduras e legumes. Criam peixes e pequenos animais. E Ainda fabricam doces e salgados, além de artesanato.

“É muito importante esse acompanhamento que a Prefeitura de Cuiabá tem dado para a organização dos feirantes. Como por exemplo, a padronização exigida, a formalização de cada feirante e tudo mais que precisa ser feito. Estamos estimulando as pessoas a participarem de forma correta investindo desde a base, para eles encontrem na feira uma maneira de gerar e manter sua renda. Tudo isso seguindo os preceitos do prefeito Emanuel Pinheiro, que é trabalhar e cuidar da nossa gente” destacou Walter Arruda, subprefeito do Distrito do Sucuri.

Segundo Walter, toda a documentação para realização da feira está sendo entregue à secretaria. Ele afirmou que nada disso seria possível sem união dessas pessoas, que fizeram com que um terreno, que era um lixão antigamente, fosse cuidado pelos moradores, tornando-se o espaço ideal para a comercialização de seus produtos. “Até o momento, estamos com 25 feirantes cadastrados, com possibilidade grande de aumentar esse número”, concluiu.   

 


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo