Cidades

13/03/2018 15:05

Empresa é investigada sob suspeita de vender água mineral com coliformes

O promotor de Justiça Ezequiel Borges de Campos, do Núcleo de Defesa da Cidadania do Ministério Público Estadual (MPE), instaurou inquérito para investigar possível presença de coliformes na água mineral da marca “Finíssima”.

A suspeita surgiu após constatação da presença microbiana em dois vasilhames de 20 litros. Além de se opor aos padrões microbiológicos estabelecidos na legislação sanitária, o laudo sugere a inserção de produto impróprio no mercado de consumo.

A portaria, instaurada no dia 2 de março, encaminhou com urgência ofício à Superintendência de Vigilância em Saúde da Secretaria de Saúde de Mato Grosso.

Coliformes são grupos de bactérias indicadoras de contaminação e são formados pelos gêneros Escherichia, Citrobacter, Enterobacter e Klebsiella. Um nova perícia, a mando da Secretaria de Saúde, deve ser realizada nos próximos dias.

O outro lado

O empresário Zenildo Moya, proprietário da Engarrafadora de Água das Palmeiras Ltda, afirmou que a empresa realiza todas as análises laboratoriais necessárias e possui Alvará Sanitário, emitido pela Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde do Estado (SES).


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo