icon facebook icon twitter icon instagram

20 de Março de 2019

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO
logo

Quinta-feira, 14 de Março de 2019, 17h:00 - A | A

PV quer expulsar dois em VG e estuda trocar representantes na Câmara

image

Os vereadores de Várzea Grande, Rogério França Martins, o Rogerinho Dakar e Carlino de Campos Neto, podem ser expulsos do Partido Verde (PV) por infidelidade partidária. O diretório do PV no município comunicou a decisão de expulsá-los na noite dessa quarta-feira (13). Além dos vereadores, também está na mira o primeiro suplente, Davi dos Anjos. Apesar da decisão municipal, ainda cabe recurso no diretório Estadual. 

 

Segundo o presidente do PV em Várzea Grande, Nildo Dionízio Elias, as investigações sobre a situação dos vereadores iniciaram logo após as eleições de outubro de 2018. Carlino e Davi fizeram campanha para Juca do Guaraná, que foi candidato a deputado estadual pelo partido Avante.

 

Já o Rogerinho defendia o também candidato a deputado estadual, pelo partido Progressistas, Dr. Daúde. “A Comissão de Ética do diretório municipal decidiu por expulsar esses nomes porque não cumpriram com as normas internas. São infiéis por fazer campanha a candidatos de outros partidos”, explicou Elias. 

 

A decisão será comunicado à Justiça Eleitoral e Câmara Municipal. No entanto, podem ainda recorrer no diretório Estadual. Se for confirmada a expulsão, o PV iniciará um processo para requerer as duas vagas de vereador. Os dois membros cotados são: Alcides Delgado e Luiz Antônio Oliveira. 

 

O presidente do partido em Mato Grosso, Luiz Carlos Stopa, acredita que a expulsão dos integrantes não prejudicará a reputação do partido. “Pelo contrário, estaremos adequando a todos aqueles que realmente defendem o grupo”.

 

A reportagem tentou contato com Rogerinho e Carlino, mas não teve retorno.

Imprimir
Comentários












Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




image