Economia

04/05/2017 09:56

Venda de carros novos cai 16% em MT

As vendas de veículos zero quilômetro, em Mato Grosso, encerraram o mês de abril com queda de 16,22% em relação ao mesmo período do ano passado. Conforme dados regionais divulgados ontem pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, os emplacamentos de automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros, passaram de 6.256 em abril de 2016 para 5.241 no mês passado. 

O recuo contabilizado entre as concessionárias mato-grossenses superou a média nacional, que conforme a Fenabrave ficou em 13,37%. O resultado de abril se choca com o registrado em março, o primeiro mensal positivo de 2017, quando as vendas haviam crescido 38% em relação ao mês anterior (fevereiro). 

Ainda na comparação de desempenho do segmento, o acumulado do ano segue com queda. De janeiro a abril foram comercializados/emplacados 22.002 veículos no Estado, volume 13,66% menor do que o registrado no mesmo intervalo do ano passado, quando as vendas somaram 25.483 unidades. 

A maior baixa de vendas está concentrada, conforme o levantamento da Fenabrave, no setor de motos que corresponde a 46,14% do mercado estadual e acumula nesse ano retração de 18,91%. Outro setor de grande importância, responsável por 36,38% do mercado, o de automóveis, soma de janeiro a abril queda de quase 13% nas vendas. 

NACIONAL

Apesar do resultado do quadrimestre apontar para uma queda que chegou a 11,45% entre janeiro e abril de 2017 sobre o mesmo período de 2016 (dias corridos), se consideradas as vendas diárias de todos os segmentos (dias úteis), houve aumento de 4,3% no volume de emplacamentos, o que demonstra sinais de recuperação do setor, como destaca a Federação. 

Segundo dados apurados pela Fenabrave, os emplacamentos de veículos (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros) apresentaram queda de 18,31% em relação a março, se considerados os dias corridos. Na comparação entre os meses de abril 2017 e o mesmo mês de 2016 (266.478 unidades), o setor automotivo registrou retração de 13,37% este ano. “Além da lenta recuperação da economia, os feriados também impactaram no volume de dias úteis, o que repercutiu, diretamente, na queda registrada nos emplacamentos. Se considerarmos as vendas diárias, notaremos aumento de 4,23% nos emplacamentos”, declara Alarico Assumpção Júnior, Presidente da Fenabrave. 

Considerados os dias corridos, no acumulado do ano, a queda chegou a 11,45% para todos os setores somados. Nos primeiros quatro meses deste ano, foram emplacadas 942.530 unidades, contra 1.064.446 no mesmo período de 2016. 

Mesmo com queda de 17,11% em abril sobre março de 2017, e de 3,25% na comparação com abril de 2016 (considerando dias corridos), os segmentos de automóveis e comerciais leves apresentaram recuperação no volume de vendas diárias. Foram emplacadas 8.466 unidades por dia em abril deste ano, contra 7.993 unidades em março, num crescimento de 5,92%. Se comparadas às vendas diárias de abril de 2016, quando foram emplacadas 7.875 unidades, a evolução chega a 7,5%. 

“Tivemos cinco dias a menos em abril se comparado ao mês anterior (23 em março contra 18 em abril). Esse aumento no volume de vendas diárias nos faz acreditar que estamos interrompendo a curva de queda e iniciando uma recuperação, ainda que moderada. No acumulado desses segmentos, ainda temos retração de 1,67%, mas estamos confiantes que teremos melhores resultados nos próximos meses, se os índices de confiança forem retomados e a economia voltar a girar”, comentou Assumpção Júnior. 


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo