Economia

05/10/2017 14:53 OLHAR DIRETO

Governo Federal deve antecipar pagamento do FEX a MT; folha é prioridade

Graças a uma articulação feita em Brasília pelo governador Pedro Taques (PSDB), Mato Grosso deve receber os recursos do Auxílio Financeiro de Fomento das Exportações (FEX) antes do previsto. O secretário de Fazenda afirma que o dinheiro, na ordem de R$ 400 milhões, deve chegar à conta do Estado dentro de 30 ou 40 dias.

Desse total, R$ 100 milhões serão destinados aos municípios e os outros R4 300 milhões para o caixa do Tesouro do Estado. Entre as prioridades da atual gestão está o pagamento de salários e a manutenção dos investimentos na saúde. De acordo com Gustavo, o dinheiro do FEX é fundamental para que o Estado consiga honrar seus compromissos neste ano.
 
“Sem o FEX teremos que fazer escolhas, já temos uma pressão grande de diversos fornecedores do Estado, serviços parando por falta de pagamento, sem o FEX, nós teremos que escolher o que será priorizado”, avaliou Gustavo “Não quero causar nenhum alarme, a gente tem uma promessa concreta de que o FEX pode vir no intervalo de 30 a 40 dias”, completou.
 
Apesar de destacar a Saúde como prioridade, Gustavo preferiu não delinear quais são as demandas mais urgentes da pasta. Segundo ele, cabe ao secretário Luiz Soares definir onde e como aplicar os recursos. “Ele é que tem que priorizar. Não quero ele lá no Tesouro e ele não me quer lá na Saúde”, brincou.
 
O adiantamento no pagamento do FEX foi fruto, segundo Gustavo, da articulação do governador Pedro Taques, em Brasília. “Normalmente o Ministério pagaria isso só na segunda quinzena de dezembro, mas expusemos a situação não só do estado de Mato Grosso, mas o governo falou por governadores de diversos estados nessa reunião e o ministro se sensibilizou e determinou a equipe que em até uma semana, mas talvez ainda nessa semana, encaminhe ao Congresso Nacional o projeto de lei que libera o pagamento do FEX aos estados”.
 
O ministro Eliseu Padilha, da Casa Civil da Presidência, se comprometeu a pedir urgência nesse projeto de lei para que o mais rapidamente possível possa estar liberado esse pagamento aos estados. Também o Ministério da Fazenda já confirmou que reservou os recursos em torno de R$ 1,9 bilhão para distribuir para os estados. 


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo