Economia

02/03/2018 10:29 OLHAR DIRETO

Arrecadação de IPTU deve chegar à R$ 150 mi em Cuiabá; cidade tem salto de 10 mil imóveis

A arrecadação do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) em Cuiabá deve chegar a R$ 150 milhões em 2018. O valor, 7, 14% maior do que o registrado no último ano, quando foram recolhidos R$ 140 milhões, é atribuído ao aumento no número de edificações pela cidade. De acordo com dados da Prefeitura da Capital. Entre os dois últimos anos houve salto de 267.839 para 278.225 imóveis, dos quais 222.786 tributáveis.


Só na modalidade predial - cuja alíquota é de 0,4%, Cuiabá conta hoje com 195.251 propriedades. Já as áreas que compreendem a categoria territorial - com alíquota de 2% - são 55.430 imóveis. Os valores do imposto variam conforme as dimensões e atribuições de cada espaço, levando em consideração os parâmetros de avaliação da Planta Genérica, em vigor desde 2010, e que tem sofrido correções desde o ano seguinte pela variação do Índice Nacional de Preço Consumidor (INPC).


Para se chegar ao montante final do IPTU de um determinada edificação, alguns aspectos são considerados, conforme pontuou o secretário municipal de Fazenda, Antônio Roberto Possas. “Os atributos avaliativos que formam a base de cálculo do imposto são o tipo de imóvel, sua estrutura (quando houver), acabamento e a metragem. Os valores são diretamente proporcionais e o recolhimento destas taxas é fundamental para que Cuiabá cresça e se desenvolva de maneira ordenada.”
Ele explica que posteriormente toda a quantia é aplicada em políticas públicas que atendam propriamente as necessidades da nossa população. “Destinado para ampliar e aprimorar o atendimento nas unidades de saúde, educação e assistência social, este imposto faz frente a todas as despesas do orçamento, abrangendo também vários outros tipos de serviços essenciais, como a limpeza pública, o asfaltamento e recapeamento de vias urbanas”, disse.


O pagamento
Os carnês do IPTU 2018, referentes às edificações prediais, serão entregues a partir desta quinta-feira (01), aos munícipes da Capital. Já os proprietários de imóveis territoriais poderão emitir suas respectivas guias tanto nas Lojas de Atendimento ao Contribuinte (LAC), bem como através do site da Prefeitura de Cuiabá. Para a emissão online, é necessário que o munícipe digite o número da inscrição no campo de busca solicitado. A data de vencimento do primeiro boleto é 11 de abril e pagamentos da cota única terão 10% de desconto. O parcelamento da taxa poderá ser feito em até oito vezes.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo