Economia

06/06/2018 11:09 OLHAR DIRETO

Comerciantes preparam lojas para Copa do Mundo e estimam aumento de até 60% nas vendas

Faltando poucos dias para inicio da Copa do Mundo, que acontece entre 14 de junho e 15 de julho, na Rússia, os comerciantes do setor de festas de Cuiabá já decoram as lojas com o verde e amarelo, que faz alusão à seleção brasileira. Em pelo menos duas lojas da capital, os lojistas se demonstraram otimistas e um  deles estima um aumento de até 60% nas vendas, em comparação aos meses anteriores.


Na região central, mais precisamente na Avenida Tenente Coronel Duarte, duas lojas com artigos de festas e decoração estão quase sempre tomadas de clientes. Uma delas, por exemplo, um corredor foi destinado aos artigos do evento. Lá, é possível encontrar camisetas, bonés, cornetas, perucas, vuvuzelas entre outros. Além disso, com apenas R$ 0,50 é possível sair com um adereço. O  produto com maior preço não ultrapassa R$ 100.
 
O gerente da loja, Maycon Novas, de 22 anos, disse que entre os meses de junho e agosto o movimento começa a crescer por conta das datas comemorativas como festas juninas e o Dia dos namorados, celebrado no dia 12 deste mês.  Com os jogos da Copa, que irão acontecer quase que no mesmo período, o movimento da loja é intenso até mesmo em uma segunda-feira.  
 
“A expectativa é boa. Hoje, já temos bastante procura em relação à Copa. Cada dia mais o movimento da loja estão melhorando. Hoje, que é uma segunda-feira está bem melhor se comparando aos meses anteriores que não são festivos. Então, a procura é bem maior, tanto com bandeira, bandeirola, chapéu, camisa, artigos personalizados”, afirmou. 
 
Segundo o gerente, a estimativa é de um aumento de até 60% nas vendas no mês de junho, em relação ao mês anterior. Segundo ele, a loja se prepara para o evento desde o início do ano.
 
Na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, a vuvuzela se tornou popular com um som que remete aos berrantes originários de tribos ancestrais sul-africanas. Passados oito anos, Maycon afirma que a corneta ainda é um dos objetos mais procurados pelos cuiabanos.
 
Ainda na avenida, apenas há alguns metros de distância é possível encontrar outra loja.  Com um ‘cantinho’ reservado aos objetos da Copa, o gerente Carlos Augusto, de 27 anos, disse que há expectativa de vendas para os jogos, porém o mês é mais propicio as festas juninas que perduram até agosto. “Nós investimentos mais no junino, até porque essa questão do trânsito ficou mais complicado os artigos chegarem para a data esperada. Para não ter imprevistos a gente resolveu não investir tanto”, disse.
 
Apesar dos empecilhos logísticos, Carlos acredita que as festas temáticas que acontecem neste mês alavancam as vendas em até 12%.  No local, o público que procura artigos para  Copa podem encontrar produtos que variam de R$5 a R$ 65.  
 
Dados
 
Pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL)  revela que três em cada dez (33%) micro e pequenos empresários dos ramos do comércio e serviços estimam que as vendas dos setores como um todo aumentem no período dos jogos. Entre os que projetam crescimento nas vendas da própria empresa, a expectativa é de aumento de 27% no faturamento. Cerca de 20% já se preparam para atender a alta da demanda e apostam, principalmente, em promoções para atrair clientes.
 


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo