Economia

Boas expectativas 07/08/2018 09:01 Regina Botelho / Redação

Comércio prevê aumento de 5,3% nas vendas do Dia dos Pais

Aos poucos, as roupas e acessórios masculinos começam a tomar conta das vitrines das lojas pela rua central da cidade. O novo cenário pretende atrair os olhares e chamar a atenção das mães e filhos para o Dia dos Pais, a ser comemorado no próximo domingo dia, 12 de agosto.

Levantamento feito entre a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Cuiabá) e o Núcleo de Pesquisas da Universidade Federal de Mato Grosso (NuPES), demonstra que se espera um aumento de 5,3% nas vendas dos segmentos do setor do comércio varejista ampliado e de serviços que podem ser impactados pela data comemorativa.

Entre os principais produtos procurados para agradar aos progenitores estão aparelhos eletrônicos, roupas, e sapatos. Aparelhos celulares também são uma das principais escolhas dos filhos, que geralmente fazem suas compras acompanhados de suas mães.

Para o superintendente da CDL Cuiabá, Fábio Granja, as boas expectativas demonstradas na pesquisa em relação aos empresários deve-se ao fato de que a data tem conquistado, a cada ano, mais importância no calendário comemorativo do varejo. “ Acredito que as vendas devem gerar um aumento significativo em relação ao ano de 2017, confirmando o resultado do levantamento”, afirma.

A professora e jornalista Cleyre Daltro, todos os anos compra um presente para o seu pai Jaime Carlos. Esse ano, mesmo diante do cenário econômico, já decidiu a escolha do mimo para o seu pai. “Meu paizão é vaidoso, gosta de perfumes. Vou comprar um estojo com perfume, espuma de barbear e loção pós-barba”.

Os pequenos Heloísa e Heitor já escolheram o presente do papai Eder Paes. Os dois compraram uma camiseta do time de futebol preferido do pai. “ O presente é simples, mais nunca deixamos a data passar em branco. Papai merece ser lembrado neste dia”, ressalta Hello, como é conhecida.

Intensão de consumo

Levantamento semelhante ocorreu com os consumidores, onde foram entrevistados 412 deles. O resultado é de 95% de confiança e margem de erro de 4,83%. A renda média mensal dos consumidores foi de 3,14 salários mínimos, o que equivale a R$ 2.993,18.

Sobre se irão presentear, 50,0% afirmaram que sim, contra 44,7% que disseram não irão presentear e 5,3% disseram que talvez irão presentear. Entre as preferencias de presentes estão 48,2% que comprarão roupas e acessórios e 17,8% que comprarão perfumes e cosméticos.

Do montante que irá presentear, 50,6% realizarão suas compras em Shopping Centers e 34,7% realizarão suas compras em lojas no centro da cidade.

Conforme o levantamento ainda, 34,6% gastarão mais em relação ao ano anterior e 41,7% não irá gastar mais em relação ao ano anterior, 23,7% ainda não sabem, sendo que o valor do ticket médio do presente é de R$261,18, onde 41,2% Pagarão com dinheiro e 28,9% pagarão com cartão de débito.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo