Economia

05/11/2018 09:52

Consumidores se sentem lesados pela Energisa e reclamam do aumento da tarifa que pode  chegar a 900%

 

Da Redação

Um aumento surpreendente no valor das contas de energia elétrica vem gerando muitas reclamações dos consumidores. Os aumentos chegam à cifra dos 900%, e a queixa maior é de que o Serviço de Atendimento da concessionária de energia, a Energisa Mato Grosso, não resolvem e nem dão respostas aos reclamantes que na maioria ds vezes se sentem enganados pela empresa .

O empresário M.F é um dos que se mostram revoltados com os constantes aumentos na conta de energia elétrica. Ele conta que tem uma chácara a 30 quilômetros de Cuiabá, na zona rural do município, com uma casa simples , com geladeira , ar-condicionado e alguns bicos de luz , mas onde consta como luz urbana, e que diversas vezes solicitou à Energisa que realizasse a leitura do padrão de energia, mas que a concessionária afirmou que por ser zona rural, iam esporadicamente, e que o valor da tarifa que ficava na faixa dos R$ 120, começou a aumentar para R$ 500, para R$ 700, chegando R$ 3.915 no mês de setembro.

Conforme o empresário, por diversas vezes ligou para o número de Atendimento ao Cliente fazendo reclamações quanto aos valores, e os aumentos continuaram. Em um dos telefonemas, foi informado que ele deveria pegar a leitura do padrão e informar a empresa, porém, ao telefonar para a empresa, lhe era informado que não poderia passar a leitura, pois o sistema não permitia.

“Por diversas vezes solicitei que fossem fazer a leitura do meu relógio, e a minha luz só foi aumentando. Eu liguei na Energisa por mais de 15 vezes, e minha luz continuou vindo cara. Aí uma menina da Energisa me falou que tinha que pegar a leitura e passar pra ela. Eu comecei a fazer isso, só que quando ligava no 0800 da Energisa, demorava de 15 a 20 minutos, naquela enrolação, e quando me atendia e eu ia passar  a leitura, dizia que não podia porque o sistema não permitia. E eu solicitava a gravação, como é direito do consumidor, e essa gravação nunca chegou, e isso já tem seis meses”, afirma o empresário, que diz estar se sentindo lesado pela Energisa.

As reclamações contra a empresa concessionária de energia vem se multiplicando. Por três anos seguidos, ela lidera o ranking de reclamações no Procon. Em outubro,  o setor "Energia Elétrica" liderou as queixas no órgão fiscalizador com 343 atendimentos.

E as reclamações vêm se multiplicando. No residencial Júlio Domingos de Campos, em Várzea Grande, por exemplo, o senhor Antonio Maria Leite dos Reis que estava acostumado a pagar em média R$ 300 de conta de energia elétrica, vai ter que pagar R$ 500 neste mês de outubro, um aumento de 60%, e isso, conforme ele, sem ter alterado a rotina de sua residência. “Tenho dois ar condicionado, um chuveiro elétrico e só volto para casa a noite”, diz o consumidor, que disse que pediu revisão da conta.

O autônomo Fabiano Hebertz Queiroz é outro que reclama do atendimento por parte da Energisa, dizendo que procurou a empresa para se queixar do aumento do valor da tarifa, e como resposta teve apenas que terá que aguardar uma nova leitura, sem maiores explicações. Em seu apartamento moram ele, a esposa e o filho, e garante que a rotina não mudou, fazendo de tudo para economizar, tirando os aparelhos da tomada ao sair de casa, mas a conta de R$ 453 aumento para R$ 659.

“Eles falaram só que vão fazer uma revisão, que é pra aguardar e mais nada, eles não explicam muita coisa não”, reclama Fabiano.

O coordenador de recebíveis da Energisa, João Victor Solis, explica que a distribuidora só tem uma forma de averiguar o consumo do cliente, que é através da medição, e se não for constatado nenhum tipo de irregularidade no medidor, e a leitura for confirmada, quer dizer que ele realmente existiu, e que pode haver algum problema interno, e que não é de responsabilidade da concessionária de energia fazer essa verificação.

João Victor diz que se o consumidor perceber que o consumo está muito diferente do seu padrão de consumo deve entrar em contato com a distribuidora, que vai verificar se a leitura foi feita corretamente, se houve algum erro de leitura ou problema técnico do medidor.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo