Entrevista da Semana

“ O meu maior desafio é dar um rumo de humanização e da inclusão a saúde pública”

Regina Botelho

Da Redação

Centro- Oeste Popular - Qual é o balanço que o senhor faz dos 100 primeiros dias de sua gestão?

Emanuel Pinheiro - Positiva. Uma questão que está quebrando paradigmas, quebrando preconceitos e se aproximando cada vez mais da população. Uma gestão presente na vida das pessoas, da cidade tomando atitudes, não fugindo dos problemas e olhando olho no olho da sociedade cuiabana. Uma gestão que preocupa e está comprometida. Um exemplo, é que fomos à única cidade do Brasil que não tivemos reajuste na tarifa do transporte coletivo. Isso, não ocorreu porque queremos quebrar essa lógica e quebrar paradigmas, pois antes de aumentar a tarifa temos que falar em qualidade, investimentos na melhoria do sistema. E nesse sentido, estamos avançando em varias áreas, tomando decisões e humanizando a gestão pública. Desejo desenvolver economicamente a cidade, como também resgatar a autoestima e a valorização do cuiabano. Sou um político que gosta das pessoas, do povo e vamos juntos superar os problemas que a Cuiabá dos 300 anos nos impõe.

CO Popular-Quais os principais programas para os próximos meses?

Emanuel Pinheiro- O Programa Minha Rua Asfaltada que irá pavimentar 115 quilômetros em sua primeira etapa. A meta é asfaltar 600 quilômetros de asfalto em quatro anos, com pavimentos de qualidade, com drenagem com águas pluviais. Investir na saúde e cidadania da população. Isso será um marco. O projeto piloto da ‘Hora Estendida’ nas creches. Vamos entregar duas creches, vamos resgatar o PELC –

Programa de Esporte e Lazer da Cidade em parceria com o Ministério dos Esportes. Esse programa estava perdido por quatro anos na prefeitura, nós resgatamos no valor de R$ 4 milhões. O PELC não é feito no centro da cidade, mas nos bairros, dando inclusão a população, tirando as crianças e adolescentes do mundo das drogas e violências. Reintegrarão os idosos no mundo do esporte e lazer.

CO Popular- Quais as principais dificuldades principalmente na saúde?

Emanuel Pinheiro- A saúde é o grande gargalo. É um grande problema. O sistema está um caos é o serviço público que mais me aborrece. A saúde é um sistema altamente desestruturado, insensível, como uma gestão baixa e fraca. Temos servidores comprometidos, sérios, porém falta gestão. Vou colocar o dedo na ferida, estamos estudando medidas de impacto. Ao lado da minha equipe, dos servidores, vamos anunciar medidas de choque para humanizar a saúde pública na Capital. Vamos enfrentar os desafios necessários para avançar e humanizar a saúde pública, promovendo a inclusão, humanização e a excelência na prestação de serviços. Estou insatisfeito, com a baixa qualidade da saúde. A população está sofrendo há anos com essa situação. Irei apresentar em breve medidas que venham dar um choque na gestão de saúde pública, colocando o dedo na ferida, para mudar essa situação que perpetua há décadas em Cuiabá.

CO Popular- Prefeito existe estudos que irão indicar viabilidade de comercialização de imóveis pertencentes ao município?

Emanuel Pinheiro- Sim. O município possui cerca de mil propriedades que se transformaram em massa podre e trouxeram prejuízos para a prefeitura. Estamos buscando alternativas para amenizar esse problema orçamentário, sendo a primeira dela que já vem sendo executada, é a boa relação política nas esferas estadual e federal, com destaque com a bancada federal. Outra medida é buscar dinheiro novo, que seria junto à iniciativa privada, as PPPs (Parcerias Público Privadas) e os ativos do município. Esses imóveis poderiam ser vendidos, alugados, arrendados ou mesmo colocados em garantia para levantar recursos, servindo também para fortalecer a Previdência municipal. Essas alternativas vêm sendo estudadas, sob coordenadoria da Secretaria Municipal de Fazenda.

CO Popular- O que o senhor considera um grande desafio na administração da cidade e como está lidando?

Emanuel Pinheiro- O desafio é dar um rumo de humanização e da inclusão a saúde pública. Com isso, contabilizar todas as ações para transformar Cuiabá em uma cidade cada vez melhor para se viver. Temos tudo, um povo maravilhoso, uma cidade alegre, festiva, feliz, hospitaleira, devota e com identidade cultural fortíssima. Falta despertar esse gigante adormecido para nivelar Cuiabá, por cima. Por isso, temos que ter o melhor serviço público, de exigir a excelência na prestação de serviço público e ser comparado com os grandes centros do Brasil. Cuiabá não pode ser nivelada por baixo. Então, esse toque na alma do cidadão cuiabano que mora e vive em Cuiabá é o maior desafio. E se

Deus quiser, com o nosso exemplo, com a nossa atitude, nossa liderança iremos desabrochar esse gigante adormecido que existe dentro de nós e que está enterrado nessa terra querida e abençoada.

CO Popular- Como o senhor avalia a relação entre prefeitura e Câmara neste início de gestão?

Emanuel Pinheiro- Excelente. Comecei minha vida pública como vereador. Fui vereador por duas vezes em Cuiabá. Tenho uma amizade pessoal especial como os 25 vereadores. Eles estão dando toda a sustentação, estão com boa vontade em ajudar e somar, mesmo aqueles que foram eleitos na chapa adversária. Todos querem ajudar a somar e contribuir com a nossa gestão.

CO Popular- Como é ser prefeito de uma cidade com 300 anos?

Emanuel Pinheiro- Uma sensação indescritível, um sonho. Estou nas nuvens. Vivo em estado de graça, como uma empolgação e com uma alegria constante, de ser prefeito de uma cidade maravilhosa, simbólica e emblemática, como Cuiabá. Comandar um povo tão interessante. Um orgulho pode ser o prefeito da terra que nasci, nos seus 300 anos, uma data tão emblemática e simbólica. Tudo que eu falar, gritar, a minha paixão por Cuiabá é um 1% daquilo que estou sentindo de emoção, alegria e empolgação de ser o prefeito da cidade.

CO Popular- Com relação à CAB e ao transporte coletivo, o que o senhor tem a falar?

Emanuel Pinheiro- Assim que assumi, no primeiro dia de governo baixei um decreto determinando a conformidade de assessoria jurídica e administrativa da CAB que a ex-gestão do prefeito Mauro Mendes construí. Vamos aguardar o resultado, bem como a empresa que está respondendo pela CAB. Determinei a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano que encomendasse um trabalho junto a Fundação Getúlio Vargas, para construir um novo plano de saneamento básico para Cuiabá. Em sete anos, pretendemos investir R$ 7 bilhões de reais em saneamento básico, sendo que os primeiros 240 bilhões serão desembolsados assim que se assine o contrato com a nova gestora do sistema. Se não confirmar essa realidade de injeção financeira de R$ 1 bilhão, e o parcelamento em 18 vezes de R$ 204 bilhões, não tenham dúvidas que irei decretar a anualidade do contrato e realizar uma nova licitação para o sistema. Uma licitação que atraia para Cuiabá, uma empresa comprometida, que tenha expertise e experiência na área do saneamento básico.

CO Popular- De que forma o senhor pretende ajudar na retomada do VLT de que forma?

Emanuel Pinheiro- Quando fui deputado estadual essa foi a minha consagração. Criei a frente parlamentar de defesa, retomada e conclusão das obras do VLT. Sempre vi no modal de transporte, não apenas a transformação e revolução do transporte coletivo, mas sim um modal de desenvolvimento humano. O VLT impacta no transporte coletivo, impacta na economia, no meio ambiente, na revitalização do centro histórico integrando a cidade. É um novo indutor do desenvolvimento humano. Sempre acreditei no VLT e para mim é uma grande transformação do desenvolvimento humano, de qualidade de vida da população, da Cuiabá dos 300 anos. Graças a Deus o Governo do Estado encontrou o caminho, bateu o martelo e está resolvendo as últimas questões burocráticas para retomar essa tão importante obra.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo