19 de Junho de 2019

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

Sábado, 01 de Junho de 2019, 08h:00 - A | A

ESPORTE

Alunos atendidos pelo Bom de Bola, Bom de Escola, se empenham nas atividades de formação esportiva

Prefeitura de Cuiabá

image

Desde que surgiu como alternativa de recreação e educação para alunos de 06 a 14 anos da rede municipal de ensino, o projeto Bom de Bola, Bom de Escola nunca havia alcançado tamanha estruturação como agora, na gestão do prefeito Emanuel Pinheiro, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME).Com atendimentos nas quatro regionais de Cuiabá, o programa voltado para o futebol e o futsal atende cerca de 800 crianças e jovens em polos nos bairros Dom Aquino, Pedra 90, CPA e Coophamil.

“Temos que parabenizar o prefeito Emanuel Pinheiro que retomou e manteve o nome inicial do projeto, ampliou o número de crianças e jovens atendidos num trabalho que reúne a iniciação esportiva e formação cidadã”, destacou Mário Márcio Pécora, presidente do Instituto de Desenvolvimento Econômico Ambiental, Esportivo e Social de Mato Grosso (IDEAES), instituição que executa o programa.As atividades incluem exercícios físicos de alongamento, fundamentos do esporte, orientações técnica e tática das modalidades, de forma padronizada, ou seja, no dia de treino de condução de bola no Cophamil, todas as demais crianças nas outras regionais - do CPA, Pedra 90 e Dom Aquino -, estão fazendo as mesmas atividades.

A metodologia de trabalho facilita o acompanhamento da evolução de cada aluno e auxilia na avaliação conjunta das atividades, possibilitando as correções e melhorias necessáriasA cada três meses, é emitido um relatório mostrando a evolução dos alunos atendidos. Essa avaliação inclui, ao final de cada etapa de ensino, o desempenho e a evolução pedagógica feita com auxílio dos boletins escolares e a participação dos pais e profissionais da educação. De acordo com Pécora é importante avaliar aluno de forma integral, na escola, no comportamento em sociedade e dentro do grupo onde ele convive. “Não adianta ter um bom comportamento dentro do programa se as crianças e jovens não respeitam seus familiares e professores. O que buscamos é a formação do cidadão”, disse Pecora, assegurando que, ao final das etapas do programa, ainda que não se revelem grandes atletas, a sociedade ganhará cidadãos de bem.  

O Bom de Bola, Bom de Escola é voltado para as crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social, auxiliando na educação, com atividades no contra turno escolar. Sua principal função é a formação integral e humanizada, não deixando a criança ociosa, além de promover a saúde por meio da pratica do esporte. O programa já revelou atletas como Jael, do bairro Dom Aquino, que após passar pelo Bom de Bola, Bom de Escola, foi jogador do Grêmio, passou pelo Flamengo e foi vendido para um clube do Japão.Entre os alunos atendidos o entusiasmo e o interesse é visível. “Gosto do projeto estou aprendendo muitas coisas e a jogar também”, disse Ana Carolina (10), garantindo que a convivência com os pais é normal.Paulo (09) disse adorar o programa que tem feito a diferença em casa e na escola. “Estou mais obediente com meus pais, e na escola estou bem melhor”, admitiu.

Alisson (13), o mais velho da turma, disse que tem recebido incentivo dos monitores do programa e quer continuar participando para ter uma vida melhor. “Sempre fui comportado em casa, e quero ser um jogador de Fustal. Gosto muito daqui, mais ainda da recreação e dos professores”.O secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira Passos destacou que o maior objetivo do programa, que também semeia a paixão dos alunos pelos principais times da cidade, e outras iniciativas voltadas aos alunos da rede pública municipal de Ensino, é dar os instrumentos e possibilidades para uma formação de qualidade, que alcance todos os aspectos da vida.

“Com os programas, voltados para o fortalecimento emocional, físico e social dos nossos alunos, estamos investindo numa Educação inclusiva e de qualidade que promova um melhor rendimento escolar e a verdadeira transformação na vida dos nossos alunos para que possamos formar cidadãos íntegros e integrados à sociedade”, destacou Alex Vieira Passos.

Imprimir

ENQUETE

VEJA MAIS

Você é contra ou a favor ao novo decreto do porte de armas?

PARCIAL

RÁDIO

Coletiva Santa Casa

Áudios da coletiva sobre a Santa Casa


(65) 3052-6030

redacaocopopular1@gmail.com admcopopular1@gmail.com financeiro@copopular.com.br

image