Esporte

08/04/2017 16:09

Malásia deixará o calendário da Fórmula 1 após GP em outubro

O GP da Malásia terá a sua última edição em 1º de outubro, encerrando uma das mais antigas provas asiáticas no calendário da Fórmula 1, após enfrentar dificuldades para atrair torcedores e telespectadores locais nos últimos anos.

O anúncio, que foi feito sexta-feira por dirigentes da Fórmula 1 na China e pelo governo da Malásia, já era esperado após o ministro do Esporte do país declarar no fim do ano passado que o contrato da corrida não seria renovado quando expirasse.

O primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak, disse nesta sexta-feira que o governo decidiu deixar de realizar um GP por causa do alto custo de realização do evento e do declínio na venda dos ingressos e atração de turistas.

‘Sediar a F1 ajudou a promover o país como um destino para esportes internacionais e turismo. No entanto, é hora de o governo avaliar a corrida de F1 devido às mudanças desde que nós hospedamos a primeira corrida em 1999‘, disse Najib em um comunicado.

A concorrência de outras corridas na Ásia afetou o GP malaio. Najib observou que quando a corrida foi realizada pela primeira vez no Circuito Internacional de Sepang quase duas décadas atrás, havia apenas um outro país do continente no calendário da F1, o Japão.

Agora, seis países asiáticos realizam corridas da F1, incluindo Cingapura, que promove uma provas mais populares, noturna e pelas ruas da cidade. ‘É sempre triste dizer adeus a um membro da família da Fórmula 1‘, disse, em Xangai, Sean Bratches, diretor executivo da F1 para operações comerciais. ‘Os fãs da Fórmula 1 na Malásia provaram ser alguns dos mais apaixonados‘.

Apesar de a Malásia não receber mais uma corrida após este ano, a empresa estatal de petróleo e gás do país, a Petronas, continuará patrocinando a equipe Mercedes, explicou o ministro.

A saída do GP da Malásia do calendário da Fórmula 1 ocorre no momento em que a categoria tenta voltar a ter provas em tradicionais cenários europeus. O GP da França voltará ao calendário em 2018, após dez anos ausente. Fora desta temporada, a Alemanha também terá uma prova no próximo ano.

‘Vamos ter 21 eventos emocionantes no calendário de 2018, com as adições das corridas francesa e alemã. Gostaria de aproveitar esta oportunidade para agradecer ao Circuito Internacional de Sepang por sua hospitalidade e profissionalismo ao longo dos anos, e seu compromisso contínuo com o automobilismo‘, acrescentou Bratches. 


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo