Esporte

27/11/2017 17:35 GLOBO Esporte

Sequestro de irmã tirou Jô de um jogo do Corinthians em 2017

Artilheiro do Brasileirão com 18 gols ao lado de Henrique Dourado, do Fluminense, Jô termina 2017 feliz pelos títulos do Corinthians e aliviado por um drama familiar ter sido solucionado da melhor maneira possível, ainda no primeiro semestre.

Segundo o site "Meu Timão", uma das irmãs de Jô sofreu um sequestro no dia 11 de abril. O atacante é irmão de Elisa e Elaine – não foi revelado qual delas passou pelo problema. 

Retirado do treino daquele dia, ele também ficou fora da viagem para Porto Alegre e do empate por 1 a 1 entre Corinthians e Internacional, pela quarta fase da Copa do Brasil. No jogo seguinte, em Itaquera, o Timão foi eliminado da competição nos pênaltis.

Na época do sequestro, o técnico Fábio Carille afirmou que Jô estava sendo preservado (ele vinha de 15 jogos seguidos). O história foi mantida em sigilo por sete meses.

– Fiquei apavorado. Por volta das 18h, 19h daquele mesmo dia tudo estava resolvido. Graças a Deus. Foi rápido, tive cabeça no lugar e ajuda da minha família. Nos juntamos ali em torno de nós mesmo e saímos juntos daquilo – disse o centroavante.

Após a entrega da taça de campeão brasileiro, na noite de domingo, Jô afirmou que fica no clube para a disputa da Libertadores de 2018. Para o jogo contra o Sport, domingo, ainda é dúvida.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo