Esporte

14/03/2018 10:19 Folha Max

Cuiabá e Náutico será com portões fechados

Cuiabá e Náutico se enfrentam às 20h45 de hoje na Arena Pantanal em confronto de volta da terceira fase da Copa do Brasil. O atual campeão mato-grossense joga em busca da vitória, já que perdeu o jogo de ioda por 2 a 1 e para avançar, somente uma vitória por dois gols ou mais de diferença. Uma vitória por um gol provoca decisão nos pênaltis. Os portões da Arena Pantanal estarão fechados ao torcedor devido a falta de laudo da Vigilância Sanitária do município. 

A diretoria do Cuiabá criticou a omissão por parte da Prefeitura de Cuiabá em não realizar a vistoria no estádio. O jogo de hoje é o terceiro sem a presença do torcedor. Primeiro foi o próprio Cuiabá que enfrentou o Atlético do Espírito Santo pela segunda fase da Copa Verde no dia 7 de março com portões fechados. Depois foi o Ação versus Dom Bosco pela última rodada da fase classificatória do Estadual no último domingo. “É uma falta de respeito com o futebol mato-grossense o que vem acontecendo aqui na Capital”, disse o diretor de Esporte do CEOV, Claudemir Silva. 

Para o confronto desta noite o técnico Itamar Schulle, do Cuiabá, conta com todos os jogadores a disposição, mas mesmo assim não revela quem deve começar jogando. “É decisão de campeonato e é preciso conversar muito com o grupo momentos antes do jogo para explicar a importância de buscarmos um resultado positivo. É um jogo de 180 minutos e estamos atrás do marcador. É lastimável não podermos contar com nosso torcedor em um jogo tão importante igual a esse. Vai fazer muita falta, mas temos que ir em busca de nosso objetivo que é a classificação”, pontuou o treinador. 

Para o técnico do Náutico, Roberto Fernandes, a animação pelos bons resultados é válida, mas o time ainda está ganhando maturidade para a atual temporada. Aos poucos, o Náutico vai conseguindo seus objetivos na temporada. Conseguiu avançar na Copa do Brasil, está nas quartas de final do Pernambucano e continua vivo na Copa do Nordeste. Mas isso não quer dizer que o elenco está pronto para a grande meta do Timbu no ano: voltar para a Série B. 

Passando pelo Cuiabá o Náutico pode fazer história e igualar as suas campanhas com mais adversários batidos na Copa do Brasil. Além do fator financeiro, com a classificação sobre o time mato-grossense valendo R$ 1,8 milhão, vencer o Dourado fará o Timbu eliminar o terceiro time em uma mesma edição da competição nacional, fato que só se repetiu em duas ocasiões: 1990 e 2007. O trio de arbitragem é de Minas Gerais, com


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo