Esporte

23/07/2018 10:25 TERRA

Dudu, sobre frustração por não ir à China: 'Não estou triste, fiquei triste'

Dudu falou pela primeira vez sobre sua negociação frustrada com o Shandong Luneng (CHN). Depois da vitória do Palmeiras sobre o Atlético-MG, o atacante admitiu ter ficado triste quando o Verdão bateu o pé por sua permanência, mas considera que isto já está no passado.

- Tenho uma vida boa aqui, tenho um bom contrato, mas era uma coisa que eu poderia fazer a minha vida, acho que qualquer outra pessoa estaria pensando desse jeito. Eu não estou triste, fiquei triste, porque era uma proposta muito boa para mim, mas não estou triste, tenho bom contrato, trabalho no maior clube do Brasil no momento, um dos maiores do mundo - disse o camisa 7.

Os chineses ofereceram a Dudu um contrato de quatro anos, com salário mensal de um pouco mais de R$ 2 milhões, além de luvas no ato da assinatura de R$ 30 milhões. O Palmeiras receberia R$ 67 milhões para liberar o jogador, mas barrou a investida, por considerar que não conseguiria repor a saída pelas poucas opções no mercado.

Dudu, então, chegou a postar que seguiria "feliz ou não", mas logo depois mudou a mensagem. Roger Machado deu apoio ao jogador, que agradeceu também ao elenco e à torcida. Durante o jogo, a única diferença de tratamento do público foi que novamente gritou apenas seu nome, e não a música "Dudu Guerreiro".

- Tenho apoio da torcida, tenho apoio de todos os meus companheiros, não tenho por que estar chateado com alguma coisa. Estou muito feliz, sempre que eu entrar em campo, sempre que eu for treinar, eu vou estar muito feliz para defender essa camisa - avisou.

- Sempre que entrei no campo para defender essa camisa foi com muita vontade, não tem negócio de corpo mole, nada disso, quem me conhece nesses quatro anos sabe como eu entro para defender essa camisa, como é meu dia a dia nos treinamentos - encerrou.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo