19 de Junho de 2019

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

Sexta-feira, 10 de Maio de 2019, 14h:12 - A | A

Mato-grossense representará o Brasil em Mundial de Avião de Papel na Áustria

Gazeta

Igor Smerecki

image

Aos 21 anos, Heitor Souza, estudante natural de Cáceres (a 217 km de Cuiabá), irá representar o Brasil na quinta edição do Red Bull Paper Wings, torneio mundial de aviõeszinhos de papel – que ocorre em Salzburg, na Áustria. Ana Beatriz (SP) e Artur Assunção (MG) completam o time de brasileiros classificados para o torneio internacional.

 

A competição ocorre nos próximos dias 17 e 18, e os três comandantes especialistas em imaginação e dobraduras em papel encaram concorrentes de 63 países. 

 

Aluno de Agronomia na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Heitor atingiu a marca de 44.80m na categoria maior distância para se tornar um dos pilotos brasileiros rumo ao país norte-europeu.

 

“Eu sempre brinquei muito na infância, pois analisava vídeos e fazia diversos modelos. Depois de vencer, fui procurar aprender com materiais sobre os melhores do mundo e quero superar a minha marca no Mundial. Foi uma surpresa e estou bem feliz. Aliás, comprei um pacote de folhas e estou treinando no ginásio da universidade”, diz. 

 

(Com Assessoria)

 

Na categoria tempo de voo, o mineiro Artur Assunção leva a paixão pelos aviões a sério. Aos 20 anos e natural de Ubá-MG, o jovem cursa o sexto semestre de Engenharia Aeroespacial na UFMG e conseguiu se classificar por seu projeto permanecer 9.26 segundos no ar. “Desde criança eu gosto da brincadeira. Quando soube da competição, comecei a treinar com amigos e analisei alguns modelos em um livro específico. Espero superar a marca e ter uma experiência de grande aprendizagem na Áustria”, afirma o estudante. 

 

De modo inédito, o Brasil terá uma mulher entre as finalistas da competição. Ana Beatriz, de Ourinhos-SP, cursa Rádio e TV na Faculdade Cásper Líbero e se inspirou em seus hobbies para ser a mais votada na categoria Arcrobacia, cujo sistema de disputa envolvia produção de um vídeo, análise de jurados e votação aberta online. Unindo beatbox, futebol e aviãozinho de papel, a jovem de 21 anos garantiu sua vaga no torneio.  

 

“Estou muito feliz em representar o Brasil, principalmente pelo fato de ser a primeira do sexo feminino. É muito importante que elas ocupem diversos espaços. Eu me inspiro em todas que lutaram para ocupar lugares onde queriam e estou ansiosa para tentar trazer o título ao País”, relata Ana, que integra uma lista iniciada pela sul-africana Nomfundo Ngcobo, primeira mulher a participar do Mundial de Aviãozinho de papel, logo na edição de estreia, em 2006. 

 

O Brasil contou com dezenas de seletivas durante o final de março e ao longo de abril em mais de 10 Estados. Vale lembrar que, em 2006 e 2009, o país faturou o título internacional na categoria ‘tempo de voo’. 

 

O Red Bull Paper Wings surgiu em 2006, está em sua quinta edição (2006, 2009, 2012, 2015 e 2019) e empolga milhares de universitários ao redor do mundo. Neste ano, 405 universidades foram palco de seletivas para determinar os campeões de cada nação.  

Imprimir

ENQUETE

VEJA MAIS

Você é contra ou a favor ao novo decreto do porte de armas?

PARCIAL

RÁDIO

Coletiva Santa Casa

Áudios da coletiva sobre a Santa Casa


(65) 3052-6030

redacaocopopular1@gmail.com admcopopular1@gmail.com financeiro@copopular.com.br

image