Geral

13/04/2017 11:23

Armaram para mim, estou sendo 'perseguido' pela Assembleia de Deus! Afirma pastor acusado de estupro

Da redação

"Armaram para mim, estou sendo ‘perseguido’ pela Assembleia de Deus",afirmou nesta quinta-feira (13), o pastor e ex-candidato a prefeitura de Cuiabá, Paulo Roberto Alves, 52, preso nesta última quarta feira (12), por estupro de vulnerável.

O acusado estava prestando esclarecimento no Cisc Planalto e quando estava sendo encaminhado ao Fórum de Cuiabá, declarou a imprensa cuiabana que a sua prisão foi devido a uma armação da igreja da Assembleia de Deus, aonde atuou por dez anos. 

Segundo o vice-presidente da Convenção dos Ministérios da Assembleia de Deus do Estado de Mato Grosso, Rubens Ciro, “há cinco anos, Paulo Roberto foi desligado por desacordo com o regimento interno ao não obedecer os seus superiores e por prática de assédio”.

Rubens Ciro também negou que igreja faça perseguição e disse estar muito triste com o episódio.

 


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo