Geral

15/04/2017 08:35

Cozinha dos Fundos inova cardápio e faz hambúrguer de pintado em Cuiabá

 

Embora alguns religiosos deixem de comer carne vermelha nas quartas e sextas-feiras da Quaresma (período entre a quarta-feira de cinzas e o domingo de Páscoa), a igreja não considera pecado a quebra da tradição que acabou sendo mantida por gerações.

Mas, para não perder os clientes fidelizados e também mostrar que é possível comer um bom hambúrguer sem o acompanhamento costumeiro da carne, o publicitário e chefe de cozinha, Márcio Patrício decidiu inovar o cardápio da Cozinha dos Fundos e acrescentar hambúrguer de pintado e salmão no menu da casa.

Ao HiperNotícias, o empresário contou que tomou a iniciativa há alguns anos para não se tornar uma casa de hambúrguer tradicional onde as pessoas sabem apenas o que vão comer. Com isso, além do peixe que é incluído no cardápio no mês de abril para comemorar a Semana Santa, o cardápio costuma ter ingredientes diferenciados para agradar o público cuiabano.

Além do peixe, quem frequenta o local também encontra os burgers cuiabano: com banana da terra e carne seca; furrundu e porco e as opções com frango.

“Todos os hambúrgueres são produzidos no restaurante. E os de peixe costumam ser mais frescos porque a gente vai ao Mercado do Porto e chega aqui a gente processa ele e faz virar um empanado de peixe. Já o salmão a gente faz do filé e são muito bem aceitos pelos clientes”, detalhou.  

 

Apesar do feriado ser apenas nessa semana, as opções sazonais podem ser encontradas na Cozinha dos Fundos até o final do mês.

Entre os lanches mais procurados no espaço, está o com o queijo brie, alho frito e manjericão, sendo o pioneiro do local que acabou conquistando os clientes. Outra opção também muito desejada é: mussarela, rúcula, bacon, tomate e a maionese defumada.

Já para os amantes da carne, Márcio explica que contratou um frigorífico de Tangará da Serra, distante a 242 km de Cuiabá, onde o hambúrguer é feito apenas do pernil dianteiro do animal. Mas, há um detalhe muito especial: o gado é de raça europeia.

“Isso é para desmistificar aquela de que o bom é apenas a picanha e alcatra. Mas, moer uma picanha é até uma afronta porque o bom é comer aquela carne suculenta e com a gordura derretendo. Nós na verdade fazemos uma mistura de corte para chegar a estrutura adequada de saboroso, suculento e macio”, observou.

 

Cozinha dos Fundos

Literalmente o empreendimento surgiu da Cozinha dos Fundos da casa da mãe de Márcio. Antes de conquistar as duas lojas em Cuiabá e outras três fora da cidade sendo em: Rondonópolis, São Bernardo e Salvador, ele atendia nos fundos da casa dele no bairro Santa Cruz para vender lanches gourmet com hambúrgueres artesanais feitos por ele mesmo.

O resultado de mostrar para os amigos primeiramente fez com que os companheiros o incentivasse a montar um negócio próprio. No começo, Márcio atendia 26 pessoas. Lá ele sozinho atendia os clientes na porta, cozinhava, servia, fechava a conta e ainda passava o troco.

Hoje, a estrutura e a equipe aumentaram em toda a rede e são mais de 120 lanches vendidos em uma única loja ao dia.

Mas, antes disso todo o conceito da comida foi buscado e estudo nos grandes centros gastronômicos do país, entre eles São Paulo. Fora o cardápio citado acima ainda é possível encontrar queijos nobres como gorgonzola, azeite trufado, geleias como de pimenta, damasco e ervas.

“Hoje somos a referência de muitas pessoas. E queremos continuar replicando nossa rede para outros estados do país”, finalizou.

 

Atendimento

A loja do Centro o atendimento é realizado de terça-feira a domingo, das 18h às 23h30. Já a que fica localizado na Rua Intendente César M Serva, abre às 17h e fecha às 23h30.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo