Geral

Superando limites 12/02/2018 09:25 Regina Botelho

Taques implanta medidas austeras e garante salários do funcionalismo e investimentos no Estado

O governador Pedro Taques (PSDB) vem implementando medidas austeras, visando garantir o pagamento do funcionalismo público estadual, bem como dos demais Poderes, além de fazer com que os investimentos no mais diversos setores, como infraestrutura, educação, segurança e saúde, continuem.

As medidas têm desagradado alguns, mas vem tendo o respaldo da população. Enquanto a maioria dos Estados brasileiros está com salários atrasados, em Mato Grosso os pagamentos são feitos religiosamente no mês. Devido a grande crise econômica que se abateu sobre o país, os dividendos estão sendo pagos no dia 10 e não mais dentro do mês, com ocasionais escalonamentos. Mas vale ressaltar que o servidor pode contar com seu salário, diferente de Estados como Rio de Janeiro, onde o trabalhador enfrenta situação lastimável.

E a austeridade pode ser comprovada em uma das últimas atitudes tomadas pelo Chefe do Executivo Estadual, que comunicou que não iria repassar recursos para as festas de Carnaval de 2018.

"Diante do atual cenário financeiro do Estado é necessário fazer escolhas orçamentárias responsáveis e priorizar a contínua execução de outros serviços públicos", explicou Taques em ofício encaminhado ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (PSB).

A medida teve forte apoio popular, pois os recursos são mais necessários na saúde, que vive situação calamitosa, com a falta de dinheiro, embora o governo venha superando seus limites para garantir que o cidadão seja atendido com presteza.

Na educação, diversas escolas vêm sendo reformadas, garantindo que o aluno estude em um ambiente propício, além de trabalhar com a inovação, como a Arena Educação, aproveitando o espaço ocioso na Arena Pantanal. O modelo tende a ser copiado por outros Estados.

Na segurança, os investimentos têm garantido tranquilidade à população, com a queda nos índices de violência, embora Taques admita que precisa ainda melhorar no setor. Mato Grosso foi o 2º Estado que mais investiu em segurança e figura entre os sete que registraram diminuição do número de crimes violentos. A atual gestão nomeou 3.663 profissionais nas forças de segurança, totalizando hoje 15 mil nas polícias Civil, Militar, Politec, Detran e Bombeiros, o que representa aumento de 27% do efetivo. Elevou também a quantidade de viaturas de 680 para 1.120. E, sobre investimentos, Taques lembra que quando assumiu o cargo, em janeiro de 2015, só contava com R$ 127 mil para área de inteligência e entre 2016 e 2017 investiu R$ 13 milhões no setor.

Os avanços na infraestrutura de Mato Grosso também são claros. Em três anos, por exemplo, foram pavimentados e/ou reconstruídos 2,4 mil km de estradas. O investimento no setor supera o R$ 1,5 bilhão. Destes, 1 mil km, o equivalente a 17,8% do total, foram construídos na gestão do tucano. O número é expressivo se levarmos em consideração que o Estado, com dimensões continentais, tem 30 mil km em rodovias e que apenas 6,6 mil km são pavimentados.

Apesar dos avanços, entretanto, o Estado ainda sofre com a falta de logística e, por isso, constantemente o setor é alvo de críticas. Opositores chegam a cobrar que se mostre onde estão os km de asfalto novos/recuperados. O Executivo, por sua vez, tem apresentado mapa que comprova os trabalhos.

O Estado não parou com a crise, exatamente pela coragem do governador em tomar medidas, muitas vezes impopulares, mas que vêm garantindo o funcionamento da máquina. Mesmo com as dificuldades, o governador Pedro Taques continua em alta frente à sociedade, exemplo disso foi a última pesquisa Ibope, que apontou o governador na liderança da corrida eleitoral, embora muitos o apontassem como candidato descartado em outubro próximo.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo