Geral

08/02/2018 13:16 G1

PMs só vão fazer segurança em eventos carnavalescos com alvará em Cuiabá

A Polícia Militar não fará segurança em eventos que não foram previamente comunicados e licenciados pela Prefeitura de Cuiabá.

A decisão foi tomada durante a reunião de uma comissão formada por representantes de Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Ministério Público Estadual, realizada nesta semana.

A comissão chegou a essa conclusão porque muitos promotores de festas de carnaval, em Cuiabá, não fizeram o planejamento e não têm o aval da prefeitura para a realização da festa.

A Polícia Militar explica ainda que haverá policiamento ostensivo normal nos bairros da cidade, mas a única festa que terá presença permanente de policiais é a Orla do Porto, por ser um evento previamente informado ao Comando Regional da PM.

Locais, como a Praça da Mandioca e bairros com festas de carnaval, que não apresentaram projeto, à prefeitura, à PM e ao Corpo de Bombeiros só terão policiamento no entorno e no atendimento de ocorrências graves.

Em festas particulares, a responsabilidade da segurança do evento é do organizador e, mesmo que seja necessária a presença da polícia, o pedido precisa ser feito com antecedência, informou a assessoria de imprensa da PM.

O Ministério Público Estadual sugeriu que a prefeitura, em 90 dias, publique um ato normativo estabelecendo um prazo para que os promotores de eventos comuniquem o planejamento da festa.

Para o carnaval de 2019, não será permitida a realização de eventos carnavalescos que não tenham licença da prefeitura e que não seja comunicado à Polícia Militar e ao Corpo de Bombeiros.

De acordo com o secretário extraordinário dos 300 anos de Cuiabá, Júnior Leite, quando o evento é particular com cobrança de ingressos, os organizadores costumam buscar todas as licenças necessárias. Mas, quando o evento é de graça, os produtores não têm o mesmo comportamento.

“A falta de alvarás, de recolhimentos de taxas, de licença sanitária e do laudo do Corpo de Bombeiros, colocam em risco a vida das pessoas”, explicou o secretário.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo