icon facebook icon twitter icon instagram

20 de Março de 2019

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO
logo

Sexta-feira, 15 de Março de 2019, 09h:56 - A | A

Mauro escolhe vice-líder e mantém MDB na base do governo; Janaína afirma que Emanuel é candidato do partido à prefeitura

image

Os ‘caciques’ do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) se reuniram com o governador Mauro Mendes (DEM), na última quinta-feira (15) e decidiram ficar na base do Executivo. Ficou definido ainda, após esta aproximação, que o deputado estadual, Romoaldo Junior (MDB), foi escolhido para ser o vice-líder do governo. Durante a reunião, Janaína Riva (MDB) ainda comentou que o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) será o candidato do partido para as eleições de 2020, para a prefeitura de Cuiabá, deixando Valtenir Pereira (MDB) como ‘voz isolada’ no grupo.
 
A reunião aconteceu a portas fechadas na tarde de quinta-feira (14), no Palácio Paiaguás. Na ocasião, estava o presidente do estadual da sigla, deputado federal Carlos Bezerra, bem como de toda a bancada do MDB na Assembleia.
 
Segundo a líder do partido, deputada estadual Janaina Riva, a conversa foi extremamente proveitosa para melhorar a interlocução entre eles. “A conversa foi para discutirmos qual o plano do governo e como vai ser o direcionamento daqui pra frente. Os quatro deputados da sigla se colocaram a disposição para fazer parte da base governista. O governo entende a peculiaridade do partido com relação à defesa dos servidores e disse que respeita isso. O MDB quer ajudar a construir um estado diferente e ajudar Mato Grosso a sair desse lamaçal e dessa crise econômica que o estado entrou. Existe agora uma afinidade com o governo e o deputado Romoaldo Junior foi inclusive convidado a ser vice-líder do Executivo, oque vai melhorar muito a interlocução do partido com o governador”, explica.
  
Segundo Janaina, esse primeiro diálogo serviu também para alertar o governador sobre a mudança no perfil da Assembleia Legislativa com a eleição de 14 novatos e que algumas práticas não são mais aceitáveis. “Temos uma Assembleia jovem, renovada e reforçamos que é preciso que o governador tenha essa compreensão de que hoje os deputados são muito cobrados e não é possível votar tudo a qualquer custo. Mauro disse ter essa compreensão e nós demos para ele a certeza de que vamos fazer de tudo pra ajudar o estado na melhoria da infraestrutura, educação, segurança. Ele vai contar com o partido”, disse.
 
A deputada reforçou ainda que a indicação de cargos não entrou na pauta e que esse não é o objetivo da sigla. “Esse assunto sequer foi discutido e eu cheguei inclusive a fazer uma brincadeira com ele (Mauro Mendes) de que cargo não é garantia de nada. Exemplo são os ex-colegas de parlamento que detinham muitos cargos na gestão Pedro Taques e praticamente todos perderam a eleição, inclusive o próprio ex-governador. A minha visão é que ao invés de se preocupar com cargos temos que nos preocupar com um governo que seja positivo e que seja aprovado pela população”, finalizou.
 
Prefeitura
 
Janaína Riva também aproveitou para destacar que Emanuel Pinheiro continua sendo o candidato do partido para a eleição de 2020, que tem como o principal cargo em disputa a prefeitura de Cuiabá. Com isto, Valtenir Pereira, que vislumbra uma possibilidade de concorrer à cadeira, continuará sendo uma ‘voz isolada’ dentro do grupo.
 
“A gente estava agora a pouco discutindo sobre isso e eu estava falando isso pra ele. Hoje o Valtenir é um politico importante, para o MDB sempre foi, mas ele tem que entender que não é uma decisão minha. Ele até falou: ah Janaina não é dona do partido. Eu brinquei com ele agora mesmo e falei que não sou dona do partido eu sou só imperadora, ele deu risada, mas não foi uma imposição minha, foi uma decisão realmente partidária para todos do diretório estadual votar, e votaram para que a preferencia da candidatura fosse do prefeito”, disse a deputada.
 
Janaína ainda acrescentou que “se ele [Emanuel Pinheiro] não for candidato pode ter o nome do Valtenir, pode ter o meu e o de outros inclusive o partido pode não ter candidato, mas nesse momento Valtenir é essa voz isolada porque ele foi vencido dentro do partido”.
 
“Ainda dei de exemplo para ele que aconteceu isso comigo quando eu escolhi meu sogro, que era o Wellington Fagundes e o partido escolheu o Mauro Mendes, não é por isso que eu sai esculhambando o partido ou o Mauro Mendes. Então nesse momento realmente o Valtenir é uma voz isolada e existe uma pressão partidária para que ele venha junto com o partido e se no futuro puder construir um projeto alternativo, tudo bem, mas nesses moldes que ele ta fazendo inviabiliza completamente um projeto para o partido dele”, completou a parlamentar.

Há alguns dias, Pinheiro, que já declarou que não pretende disputar a reeleição a pedido de sua esposa, a primeira-dama Márcia Pinheiro, se reuniu com deputados estaduais da sigla, além do deputado federal Juarez Costa para discutir o seu futuro.

Para Valtenir, o rumo do MDB não pode ser decidido por "meia dúzia" de filiados. O emedebista sustenta que colocará seu nome à disposição da legenda de uma forma transparente e democrática para ser o próximo candidato a prefeito de Cuiabá.

“O MDB é um partido de massa e um partido de base popular. Não pode ser meia dúzia reunida que vai decidir os rumos do partido. O que eu quero é democracia interna, de forma transparente para disputar a prévia para indicação do candidato a prefeito de Cuiabá em 2020”, disse em entrevista.

Imprimir
Comentários












Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




image