18 de Junho de 2019

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

Sexta-feira, 14 de Junho de 2019, 14h:49 - A | A

ARREPENDIDO

Ex que estrangulou mulher se desespera após saber que ela morreu e desaparece

Midia Max

(Foto: Minamar Junior)

image

Pintor suspeito de estrangular até a morte Érica Aguilar Pereira, 38 anos, está desaparecido desde a última quarta-feira (12) após ‘descobrir’ que a mulher morreu, fato que conforme a defesa, o advogado Amilton Ferreira, era desconhecido pelo homem. O crime aconteceu na madrugada de terça-feira (11) em um condomínio do Jardim Campo Nobre, região sul de Campo Grande.

Foto: Minamar Junior.

Conforme a defesa, o homem se entregaria ainda esta semana na delegacia de Polícia Civil. “Pela manhã combinamos de conversar antes dele se apresentar, quando ele me perguntou se ela tinha morrido e eu disse que sim”, explicou o advogado Amilton Ferreira. Desde então, a defesa não consegue mais contato com o homem

O advogado conta que o suspeito estaria ‘surtado’ quando cometeu o crime e não sabia que Érica tinha morrido, o que pode ter levado ele a se esconder. Conforme a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) o homem é considerado foragido da Justiça e já foi pedida a prisão preventiva.

 

 

Conforme testemunhas, o suspeito levou a adolescente de 14 anos e um menino de 9 anos para comerem cachorro quente. Eles voltaram já por volta de meia-noite e o homem teria dormido no apartamento da vítima. Por volta das 2h30 a adolescente bateu na porta do vizinho, pedindo ajuda desesperada e contando o ocorrido. No local, a mulher foi encontrada na cama, com as mãos amarradas para trás e enforcada por um lençol.

A menina disse para o vizinho que acordou de madrugada com o suspeito dizendo para ela “Não grita, sua mãe está dormindo”. Neste momento ele a tentou enforcar também, mas a menina conseguiu fugir correndo e pedir ajuda. O casal estava separado e o suspeito voltou a procurar Érica na semana passada.

Imprimir

ENQUETE

VEJA MAIS

Você é contra ou a favor ao novo decreto do porte de armas?

PARCIAL

RÁDIO

Coletiva Santa Casa

Áudios da coletiva sobre a Santa Casa


(65) 3052-6030

redacaocopopular1@gmail.com admcopopular1@gmail.com financeiro@copopular.com.br

image