Policia

13/06/2018 16:39 G1

Ex que matou namorada em MT por não aceitar término é condenado a 17 anos de prisão

O jovem Odilson dos Santos Silva, de 32 anos, foi condenado a 17 anos de prisão por assassinar a ex-namorada, Carol Ramos de Almeida, ao não aceitar o término do relacionamento em outubro de 2015. O réu foi julgado no Tribunal do Júri, no Fórum de Cuiabá, na terça-feira (12), data em que a vítima faria 25 anos.

A sessão de julgamento foi presidida pela juíza Mônica Catarina Perri Siqueira.

Durante o julgamento, a defesa do réu alegou legítima defesa, enquanto a promotoria defendia o homicídio privilegiado.

Para o Conselho de Sentença, o réu foi considerado culpado do crime e, por isso, foi condenado a 17 anos de prisão em regime fechado e pagamento de 30 dias-multa.

Odilson, conhecido como 'Louco' está preso desde setembro de 2016. Ele foi localizado no Maranhão depois de fugir no dia seguinte ao crime.

Durante o processo, a ex-companheira de Odilson foi ouvida e contou que no dia do crime ele chegou na casa dela e afirmou que havia cometido o homicídio.

“O réu contou para a testemunha que quando a vítima foi beijá-lo, ele esganou ela até ela vir a óbito, e depois amarrou uma corda e pisou nas costas dela, para tentar enforcar ela mais ainda”, diz trecho do depoimento da mulher.

O corpo da jovem foi encontrado no dia 13 de novembro de 2015, na região do Coxipó do Ouro. Ela estava com uma corda enrolada no pescoço e o corpo precisou passar por exame de necropsia para que a identidade fosse confirmada.

A jovem já estava separada do suspeito há quatro meses, segundo a polícia, na época do crime.

As investigações apontam que a jovem já havia sofrido violência doméstica por parte do rapaz, tendo denunciado ele à polícia, o que resultou na prisão do suspeito.

Após sair da cadeia, o ex-namorado teria ficado revoltado com a situação e passou a perseguir a jovem, insistindo em reatar o relacionamento e ligando com frequência para a vítima, ameaçando-a.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo