icon facebook icon twitter icon instagram

23 de Março de 2019

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO
logo

Terça-feira, 12 de Março de 2019, 16h:26 - A | A

Casal suspeito de matar taxista com 14 facadas pede carona para viatura e acaba preso

image

Foram presos na manhã desta segunda-feira (12) Pablo da Costa Rodrigues e Jaqueline Ribeiro da Silva, por suspeita de matarem o taxista Julho Cesar Rodrigues, de 44 anos, no município de Vila Bela da Santíssima Trindade (a 521 quilômetros de Cuiabá). As prisões foram feitas durante ação integrada da Polícia Militar e Civil. A vítima foi morta após aceitar uma corrida para levar duas pessoas da cidade de Pontes e Lacerda até o município, onde foi esfaqueada 14 golpes. Na tentativa de fuga, os suspeitos pediram carona para uma viatura descaracterizada da polícia, que procurava os autores do latrocínio (roubo seguido de morte)


A polícia conseguiu encontrar a dupla em uma localidade conhecida como Quilombo, distante aproximadamente 15 km do centro da cidade. Os suspeitos foram interrogados pelo delegado Clayton Queiroz Moura, nesta manhã. Pablo confirmou que atingiu as facadas no taxista a pedido de Jaqueline. Com ele, foram encontrados dois aparelhos de celulares, que pertenciam à vítima.  Com a mulher o valor de R$ 392, que também pertencentia ao taxista.

O veículo Grand Siena (Placa QBE9803) foi encontrado próximo ao Rio Guaporé. Ao lado do automóvel havia um par de tênis de Jaqueline. A prisão do casal foi efetuada a 3 km do local onde o carro da vítima foi encontrado e 2 km do ponto em que a vítima foi esfaqueada. A intenção do casal era seguir para a Bolívia, mas erraram o caminho e abandonaram o veículo do taxista.

Eles retornaram a pé para pegar outro caminho em direção a fronteira, quando pediram carona para uma viatura descaracterizada da Polícia Civil, que fazia buscas aos suspeitos na localidade. Pelo fato do veículo não ter identificação e estar sujo, os suspeitos não desconfiaram que se tratava de um carro oficial de polícia.

A Polícia Civil contou com a ajuda dos militares do 1º CIA de Polícia Militar (BPM), para realizar a prisão.
 
O crime
 
O taxista Julho Cesar foi encontrado em uma estrada vicinal próximo a um vilarejo, na noite de segunda-feira (11) caída no chão, todo ensanguentado. Julho César foi deixado no local, conseguiu andar alguns metros e pediu ajuda. A vítima foi socorrida e ainda dentro da ambulância se encontrou com os dois filhos.
 

Eles retornaram a pé para pegar outro caminho em direção a fronteira, quando pediram carona para uma viatura descaracterizada da Polícia Civil, que fazia buscas aos suspeitos na localidade. Pelo fato do veículo não ter identificação e estar sujo, os suspeitos não desconfiaram que se tratava de um carro oficial de polícia.

A Polícia Civil contou com a ajuda dos militares do 1º CIA de Polícia Militar (BPM), para realizar a prisão.
 
O crime
 
O taxista Julho Cesar foi encontrado em uma estrada vicinal próximo a um vilarejo, na noite de segunda-feira (11) caída no chão, todo ensanguentado. Julho César foi deixado no local, conseguiu andar alguns metros e pediu ajuda. A vítima foi socorrida e ainda dentro da ambulância se encontrou com os dois filhos.
 
Veja o vídeo divulgado pela TV Centro Oeste, que mostra o momento em que a vítima se encontra com os filhos, pouco tempo antes de falecer: 

 

 

 

 

Imprimir
Comentários












Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




image