Política

06/10/2017 09:43 OLHAR DIRETO

Justino Malheiros diz que Câmara de Cuiabá vai demitir 472 servidores comissionados por falta de dinheiro; corte de R$ 6,7 mil teve influência.

A Câmara de Cuiabá exonerou 472 servidores comissionados, nesta sexta-feira (6), supostamente por falta de dinheiro, principalmente da suplementação de R$ 6,7 milhões repassada pela Prefeitura Municipal e, depois, suspensa pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). O presidente da Câmara, vereador Justino Malheiros (PV), não concedeu entrevista e disse, na tribuna, que decidiu pela demissão dos servidores, mas ainda não formalizou, com documentação e publicação no Diário Oficial de Contas.


Malheiros e os demais vereadores vão se reunir, neste instante, com participação do prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB), aguarado nos próximos instantes, no Palácio Pascoal Moreira Cabral. 


Para evitar as demissões, Pinheiro deve enviar projeto de lei ainda nesta sexta-feira, com a suplementação orçamentária de R$ 6,7 milhões para o Poder Legislativo apreciar e votar, em sessão extraordinária.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo