Política

09/11/2017 16:30 OLHAR DIRETO

Empresa de ônibus é condenada por chamar passageiro de “malandro” após falha em cartão

A magistrada Sinii Savana Bosse Saboia Ribeiro, da Décima Vara Cível de Cuiabá, condenou a empresa de transporte coletivo Auto Viação Princesa do Sol ao pagamento de R$ 3 mil como indenização por um passageiro ter sido chamado de “malandro”.

Conforme os autos, um menor embarcou no ônibus da empresa coma expectativa de ir para casa. Todavia, ocorreu uma falha nos equipamentos e o cartão não funcionou quando acionado.  O cobrador da Viação Princesa do Sol passou a ofender o menor o chamando de “malandro”.
 
Foi exigido que a vítima do constrangimento descesse do veículo. Uma servidora do colégio onde o menor estudava acabou pagando a passagem para evitar maiores problemas.
 
Segundo a magistrada, a narrativa presente no boletim de ocorrência confeccionado na data dos fatos restou incontroverso, caracterizando dano moral puro, derivado do próprio ato ofensivo.
 
O pagamento de R$ 3 mil será corrigido por juros. O processo foi protocolizado pela mãe da vítima. 


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo