Política

05/12/2017 16:14 G1

Buscas são feitas na Secretaria de Meio Ambiente de MT e no Ibama de AP em operação da PF

A Polícia Federal realizou, nesta terça-feira (5), mandados de busca e apreensão na Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema-MT) e no Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) do Amapá durante uma operação.

Em nota, a Sema informou que colaborou com as ações da PF e que mandado foi cumprido no computador utilizado por um servidor do órgão.

De acordo com a PF, foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão. Quatro deles foram cumpridos em Juara, a 690 km da Capital; um em Cuiabá e outros dois no Amapá.

Chamada de Pázari, a operação investiga supostos crimes de prevaricação cometidos por um servidor do Ibama que, supostamente, favorecia empresas que exploram o meio ambiente em troca de vantagens.

Segundo a Sema, há indícios de que o servidor investigado tenha praticado advocacia administrativa em razão da devolução indevida de uma empresa autuda pelo órgão durante fiscalização numa terra indígena.

Os crimes supostamente cometidos pelo servidor, segundo a PF, são prevaricação, organização criminosa, advocacia administrativa e desmatamento ilegal.

Do grego, Pázari significa barganha. Ou seja, uma troca de favores entre o servidor suspeito e as empresas ajudadas por ele.

 


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo