Política

09/01/2018 14:55 Prefeitura Cuiabá

Estação Alencastro atendeu mais de 5 mil usuários desde a inauguração

Conforto e tecnologia combinados para atender os usuários do transporte coletivo em Cuiabá agora fazem parte do dia a dia de quem precisa fazer uso da recém-inaugurada Estação Alencastro. Movida a energia solar, além de ser toda climatizado e com portas automáticas, a Alencastro conta com o temporizador, para que o cliente possa acompanhar a chegada do seu ônibus.

“Cheguei e meu ônibus tinha acabado de passar, fiquei impressionada ao ver que posso acompanhar a chegada do próximo, no meu caso terei que esperar apenas 3 minutos, achei ótimo esse sistema”, conta a professora Maria Auxiliadora.

Desde a última sexta-feira (5), a Estação Alencastro atendeu a cinco mil e quinhentas pessoas. A estimativa é que passem 30 mil passageiros por dia no local.

“Esse é um número relativamente baixo por conta do período de férias e por ser em um final de semana, quando a procura cai significativamente, mas a estação está preparada para receber uma demanda muito maior de pessoas”, disse Nicolau Budib, diretor de Transporte da Secretaria de Mobilidade Urbana.

O diretor juntamente com a equipe de engenharia, tem acompanhado in loco o funcionamento da estação observando o comportamento e ouvindo as opiniões das pessoas que utilizam o espaço.

“A medida que o usuário do transporte coletivo percebe que está sendo bem atendido, o nível de exigência aumenta e essa gestão está olhando para essas pessoas e queremos dar o melhor e esse é só o começo, visto que o prefeito pediu estudo para fazer outros pontos menores nesse modelo”, complementa Budib.

Quatro agentes da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), por turno, orientam os usuários, que podem carregar seus cartões transporte no local. Além dos agentes de transporte, fiscais da MTU auxiliam no atendimento, garantindo assim ao consumidor um embarque tranquilo.

“Sou morador de Chapada dos Guimarães e não sabia deste ponto, ficou muito bom, um clima agradável. Os ônibus não demoram a passar, pensei que ficaria perdido para conseguir pegar um, mas o fiscal me auxiliou e agora não tiro o olho do monitor”, conta o auxiliar de serviços gerais, Sebastião Moreira.

A Estação começa seu funcionamento às 5 horas da manhã, início da circulação das linhas e finaliza às 23h30. O fluxo de percursos da estação será elevado nos horários de pico. Das 6h às 8h, cerca de 100 viagens serão feitas. Entre às 11h e 13h, 71 serão realizadas, enquanto ao final do dia, mais precisamente entre às 16h e 18h, o número volta a crescer, atingindo aproximadamente 85 corridas.

Sobre a nova estação, o prefeito Emanuel Pinheiro enfatizou que esta começando "a verdadeira mudança, uma transformação no transporte coletivo, que vai melhorar a vida das pessoas e humanizar o sistema.  É natural que a população acostumada a sobreviver com o caos do sistema leve um tempo para se adaptar mas, os agentes publicos estão atentos e prontos para orientar a população. Mas, todos já perceberam a dimensão desse benefício e o sabem que tudo isso está vindo pra melhorar', ressaltou. 

Iniciada em setembro do ano passado, a área total de construção da estação é de 337,12 m2. A Estação Alencastro recebe uma frota de 41 veículos, distribuídos em nove linhas (107, 320, 340, 410, 604, 605, 608, 609 e 711), sendo o ponto de parada mais utilizado pelos usuários do transporte público para se direcionar a locais como o Santa Amália, Terminal do CPA I, Grande Terceiro, Terminal Antártica, Jardim Gramado, Santa Terezinha, Pedra 90, entre outros.

Sua capacidade de acomodação simultânea é de até 800 pessoas. Toda obra foi orçada em R$ 637 mil (parte física) e R$ 587 mil a instalação dos 150 equipamentos fotovoltaico (placas solares) ar-condicionado e portas de automação. O custo total do terminal ficou em R$ 1 milhão 224 mil, recurso oriundo do Fundo Municipal de Trânsito.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo