Política

16/05/2018 13:19 OLHAR DIRETO

Após puxão de orelha de Botelho, deputados finalmente comparecem à sessão plenária

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Eduardo Botelho (DEM), precisou engrossar a voz na sessão plenária matutina desta quarta-feira (16) para conseguir finalmente colocar em votação os nove vetos que ainda trancavam a pauta. Botelho recriminou a “falta de compromisso” dos colegas e os chamou nominalmente, conforme já vinha fazendo há algumas semanas, para que pudesse atingir quórum para votação. Conforme noticiou o reiteradas vezes, o Legislativo estava há semana sem reunir número suficiente de deputados para analisar as proposituras.

“Os deputados precisam parar de marcar compromissos no horário das sessões. Está faltando compromisso com o Parlamento. Eu já liguei para o deputado Dilmar Dal’Bosco, estou ligando para todo mundo. O Dilmar já disse que está vindo, mas tem deputado dizendo que está em reunião em Secretaria. Nós precisamos votar esses vetos e limpar essa pauta. Estão registrando presença no painel, mas não ficam no Plenário. Os deputados que estiverem na Casa, por favor, venham assumir as bancadas”, esbravejou Botelho, visivelmente irritado com a situação.  


Atualmente, tramitam no Edifício Dante Martins de Oliveira alguns projetos considerados de suma importância para o Governo de Mato Grosso, como o Fundo Estadual de Estabilização Fiscal (FEEF) e as contas do governador Pedro Taques (PSDB), ainda do exercício de 2016.


No entanto, desde o dia 01 de maio, quando Botelho decretou 11 dias de “folga” em função do feriado do Dia do Trabalhador, que o Legislativo não conseguia reunir quorum para limpar a pauta de vetos. Para que haja votação de vetos é necessária a presença de pelo menos 13 deputados em Plenário.


Na semana passada, Botelho determinou que fossem realizadas sessões duplicadas para compensar o “feriadão” do Legislativo. Mas, na quarta-feira (09), a Casa foi surpreendida pela ‘Operação Bônus’, que prendeu Mauro Savi e envolve, ainda, o próprio Botelho. A operação, que investiga suposto esquema de corrupção no Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso, teria sido responsável pelo esvaziamento do Legislativo.


Hoje, minutos após divulgação de reportagem que denunciava a terceira semana consecutiva de ausência dos deputados no Plenário, Botelho “puxou a orelha” dos colegas e, depois da bronca, 15 deputados apareceram na sessão, limpando finalmente os vetos.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo