Saúde

30/11/2017 13:47 Gazeta Digital

População pode fazer teste grátis de HIV em pontos de São Paulo

Mais de 827 mil brasileiros vivem com HIV, sendo que 112 mil ainda não sabem que estão infectados, de acordo com o Ministério da Saúde. Já segundo a ONU (Organização das Nações Unidas), ao contrário da média mundial, os casos de Aids no Brasil aumentaram 3% entre 2010 e 2016. Para conscientizar a população, instituições elaboraram ações como testes rápidos para detecção do vírus e distribuição de camisinhas na cidade de São Paulo.

Quem tiver oportunidade de passar pelo Largo da Batata, em Pinheiros, zona oeste da capital paulista, nesta sexta-feira (1º), Dia Mundial de Luta Contra a Aids, poderá fazer testes rápidos e grátis para detecção do vírus HIV, das 10h às 16h. Os resultados ficam prontos em 30 minutos.

O mutirão é realizado pela equipe do Ambulatório Especializado em HIV/AIDS do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo).

Os especialistas também irão orientar e esclarecer dúvidas da população sobre os métodos de prevenção e tratamento, além de promover rodas de conversa sobre o assunto. As atividades serão realizadas ao lado da estação Faria Lima do Metrô, da Linha Amarela, segundo o hospital.

No mesmo dia, haverá testes rápidos e gratuitos de HIV e hepatites B e C no Conjunto Nacional, na avenida Paulista, região central de São Paulo, das 12h às 20h. A ação é uma parceria da DKT do Brasil com a ONG (Organização Não Governamental) Instituto Barong.

A Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo também vai realizar uma série de atividades, com a realização de teste e distribuição de camisinhas masculinas e femininas e gel lubrificante.  


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo