Saúde

08/01/2018 10:11 OLHAR DIRETO

Várzea Grande alerta para possível surto de febre chikungunya

Diante do aumento no registro de doenças provocadas pelo mosquito Aedes Aegypti, a Secretaria Municipal de Saúde de Várzea Grande, por meio da Vigilância em Saúde, faz um alerta para possível surto da febre chikungunya.


No fechamento dos dados do ano de 2017, foram registrados 2.311 casos de dengue, e 408 notificações para o zika vírus, e o mais preocupante, que é a febre chikungunya, fechou o ano passado com 2.331 casos. Os dados são da assessoria de imprensa.
 
A Vigilância em Saúde municipal intensificou as ações de enfrentamento as doenças e coloca em prática o Plano Municipal de Contingência contra o Aedes aegypti, cujas ações vão desde o combate e visita dos Agentes de Saúde de casa em casa, bem como, o bloqueio químico, além da organização da Assistência em Saúde.
 
Segundo dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN-MT), no ano de 2017 foram registrados 5.050 casos confirmados de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes (dengue, zica vírus e chikungunya). No ano de 2016 registrou pouco mais de 2 mil casos, o que corresponde o dobro de notificações do ano de 2017.
 
Para contribuir com o combate ao foco do mosquito a Secretaria Municipal de Saúde através dos agentes de saúde, está intensificando as visitas às residências nos bairros com maior índice de infestação a fim de aumentar o combate ao Aedes e orientar aos moradores da importância de cada um na participação no combate. 


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo