Saúde

05/02/2018 16:04 Prefeitura de Várzea Grande

Ações de mobilização contra o Aedes se concentram nesta semana no Grande Cristo Rei

Na luta contra o Aedes aegypti, a prefeitura de Várzea Grande convoca todos os moradores do Grande Cristo Rei, para a mobilização intensiva contra o mosquito transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus. Nesta semana as ações se concentram nos bairros que agregam o Parque do Lago. O vice-prefeito José Hazama, coordenador geral da campanha ‘Todos Unidos: Várzea Grande contra a Dengue’ ressalta que todos os moradores devem participar dessa grande mobilização. “Vamos estar juntos nestes próximos 42 dias participando dessa grande mobilização municipal de combate ao mosquito transmissor. Seja você um exemplo para a sua comunidade", conclamou

Para aumentar a vigilância, prevenção e controle de chikungunya e dengue, os Agentes de Endemias e Comunitários de Saúde estarão durante todo o dia hoje (5) percorrendo os bairros Maringá I e Cohab 8 de Março na região do Grande Parque do Lago, visitando todas as residências. “Neste primeiro setor I em que as ações foram desencadeadas vai envolver também os bairros Maringá II, Maringá III, Hélio Ponce, Alameda, Ponte Velha, Construmat, Vila Vitória, Joaquim Curvo, Beira Rio, Cristo Rei. Neste setor as ações tiveram início no dia 2 (sexta feira), data de lançamento da campanha e têm prazo de duração de 10 dias. Vamos também desencadear a ação do fumacê, que terá cobertura de 100% da cidade. Para a aplicação espacial de inseticidas com UBV Pesado (fumacê), o município aguarda a secretaria de Estado de Saúde que está finalizando os preparativos dos carros e liberação dos insumos, o que deve ocorrer ainda nesta semana”, explicou José Hazama.

Os agentes de endemias têm a função de identificar e eliminar os focos e, além disso, repassar orientações aos moradores quanto à importância da vistoria rotineira. Já os agentes comunitários de saúde atuam de forma complementar, levando informações sobre ações e cuidados preventivos para a saúde da família.

Segundo informou a Supervisora dos Agentes Comunitários de Saúde, Roseane Figueiredo, 156 profissionais de saúde, estão envolvidos nesta ação na região do Grande Cristo Rei. “Os trabalhos de combate ao mosquito já percorreram os bairros Parque do Lago, Jardim União e Maringá II, onde 3442 famílias foram visitadas. Nesta segunda-feira estamos trabalhando com 80 agentes de endemias e 76 agentes comunitários de saúde que estão visitando casa-em- casa para identificar, orientar os moradores sobre os cuidados preventivos para a saúde e, havendo a necessidade também eliminar os focos do mosquito, além de promover o controle químico”.

A supervisora também destacou a importância das famílias receberem os agentes de endemias e comunitários de saúde. “Os agentes de endemias são profissionais que já atuam no enfrentamento as doenças epidemiológicas e têm forte atuação junto as comunidades, bem como os comunitários de saúde que possuem conhecimento de área de atuação. Este vínculo de confiança com os moradores, ajuda no avanço das ações que devem ser desenvolvidas nos bairros prioritários da campanha, onde os números apontam alta incidência das doenças”, completou.

O Agente de Endemia, Leomário Benedito de Campos, disse que tem sido satisfatória a recepção dos moradores e que na maioria das moradias é possível se fazer a inspeção das áreas de serviço e de lazer. “As famílias estão atentas a incidência do mosquito causador da dengue e de outras doenças por isso mesmo abrem as portas e fazem questão da nosso visita. O nosso trabalho é orientar sobre os cuidados e se houver necessidade fazemos o controle químico”.

A moradora do bairro Maringá I, Marinete Arantes de Almeida recebeu o agente de endemia em sua residência onde não foi constatado nenhum foco do mosquito. “Tenho a consciência do mal que esse mosquito faz para a nossa saúde, aqui na minha casa somos todos contra a dengue. Fico atenta para todas as orientações e deixo tudo limpo e livre do mosquito”.

Dona Tânia Maria de Souza, também moradora do Maringá I, disse que é importante receber a visita dos Agentes. “Eu me preocupo em não deixar nenhum vasilhame com água parada, mas se por ventura a gente estiver fazendo algo errado os agentes nos orientam a fazer de forma correta. Na rua em que moro pelo menos três famílias já tiverem um de seus moradores com a doença chikungunya ”, comentou.  

AGENDA: Nesta terça-feira (06), os agentes de endemias e comunitários de saúde estarão percorrendo durante todo o dia os bairros Maringá III, onde residem 1.124 famílias; Princesa do Sol (624); Hélio Ponce (1.720) e Jardim Vitória (840).


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo