Saúde

05/03/2018 09:59 Folha Max

Hospital está há seis meses sem recursos em MT

Em uma audiência realizada na tarde de sábado, o Conselho Estadual de Saúde (CES) cobrou o promotor Alexandre Guedes ações do Ministério Público do Estado para acionar a Secretaria de Saúde sobre o caos existe na saúde pública em Mato Grosso. Além dos problemas de atendimento no Pronto-Socorro neste sábado (03.03), a reunião também tratou de casos como o município de Poxoréu que está há oito meses sem receber repasses para a Saúde.

Entre os encaminhamentos da reunião estão uma visita dos Conselhos Estadual e Municipal de Saúde ao Pronto-Socorro de Cuiabá nesta segunda-feira (05.03), às 9 horas para averiguar a situação relatada pelos profissionais. O promotor também se comprometeu a enviar uma equipe à unidade hospitalar, também na segunda-feira, para coletar informações sobre o ocorrido no sábado que causaram a paralisação temporária dos atendimentos.

Outra decisão do Conselho foi entrar com uma Ação Civil Pública, através da Defensoria Pública, para cobrar o Estado sobre as resoluções do CES que não foram cumpridas. A audiência foi convocada pelo Conselho Estadual de Saúde neste sábado, após a divulgação na imprensa da paralisação (que durou algumas horas) dos atendimentos no Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá.

Na reunião os conselheiros apontaram questões como os atrasos nos repasses às Prefeituras, com o exemplo mais grave em Poxoréu, onde há seis meses a Secretaria de Estado não envia recursos, o que tornou a situação crítica no hospital do município. Também foram apresentados problemas como a falta de medicamentos e insumos hospitalares, o orçamento impositivo que permite ao Governo do Estado retirar recursos das políticas públicas para usar em emendas parlamentares, o que retira recursos do atendimento universal, para atender apenas algumas unidades.

Representaram o Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) na reunião o secretário de Finanças e conselheiro estadual de Saúde, Orlando Francisco; a secretária-adjunta de Articulação Sindical, presidente da subsede de Lucas do Rio Verde e conselheira suplente de Saúde, Tânia Jorra; a secretária-adjunta de Infraestrutura Sindical, presidente da subsede de Colíder e conselheira municipal de Saúde, Edina Martins; a presidente da subsede de Poxoréu e conselheira municipal de Saúde, Maria Auxiliadora da Silva.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo