Saúde

07/11/2018 13:21 OLHAR DIRETO

Prefeito anuncia Hospital Materno Infantil instalado em PSM no ano que vem

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), anunciou que está trabalhando para implantar um Hospital Materno Infantil no pronto-socorro na região central da capital a partir do ano que vem. De acordo com o chefe do Executivo as obras de adaptação já estão sendo pensadas junto ao plano de transição para o novo pronto-socorro, que será entregue a população no mês de dezembro.

Com a entrega da nova unidade médica, a gestão Emanuel Pinheiro se mobiliza para implantar já no início do próximo ano o primeiro Hospital Materno Infantil, Dia e Retaguarda da rede pública da baixada cuiabana.


O complexo hospitalar estava no plano de governo de Emanuel Pinheiro e foi um dos seus compromissos de campanha. De acordo com o secretário adjunto em Planejamento e Operações da Secretaria Municipal de Saúde, Milton Corrêa da Costa Neto, por determinação do prefeito, as obras de adaptação já estão sendo pensadas junto ao plano de transição para o novo Pronto Socorro.


“Revolucionar a saúde Pública em Cuiabá foi um dos maiores compromissos que o prefeito Emanuel Pinheiro assumiu com a população de Cuiabá ainda no período de campanha. Para ele, entregar o novo Pronto Socorro - que era um antigo anseio de quem usa a saúde pública na Capital e ainda transformar o antigo em Hospital Materno Infantil, Dia e Retaguarda é uma questão de honra. Por esta razão, determinou prioridade e nós já estamos trabalhando a implantação dessas novas unidades junto à transição para o novo pronto-socorro”, frisou.


Em 2016, ao longo do período eleitoral, Pinheiro enfatizou que além do Materno Infantil, implantaria também o Hospital Dia e Retaguarda. O Retaguarda, segundo o plano de governo do gestor funcionará como fonte auxiliadora e “desafogadora” do novo Pronto Socorro e o Dia será para pequenos procedimentos e cirurgia que não exigem internações longas.


“O Retaguarda será o local que acolherá com humanização os pacientes que atualmente aguardam por cirurgias nos corredores do atual PS e o Dia será para atender os pequenos procedimentos cirúrgicos, onde a pessoa é atendida e recebe alta médica no máximo em dois dias”, completou Milton Corrêa.

Audiência pública


Na manhã desta quarta-feira (7), o vereador Marcelo Bussiki (PSB) presidiu uma audiência, para discutir a criação de um hospital materno-infantil na capital. A discussão contou com a presença da juíza Gleide Bispo Santos, da 1ª Vara Especializada da Infância e da Juventude, e da presidente do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca-MT), Lindacir Rocha Bernardon.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo