Variedades

04/07/2018 11:47 OLHAR DIRETO

Mato-grossenses se tornam contadores de histórias com curso apoiado pela Secretaria de Cultura

Trinta e um aprendizes, oriundos de várias áreas do conhecimento, tornaram-se contadores de histórias, após participarem do projeto orientado pela artista Alicce Oliveira. ‘Seja Um Contador de Histórias’ é um projeto aprovado no edital do Fundo Municipal de Apoio e Estímulo à Cultura, via Secretaria de Município de Cultura, Esporte e Lazer e que conta com apoio da Universidade Federal de Mato Grosso.


De acordo com a assessoria, a ideia é somar ao desenvolvimento de políticas públicas de cultura voltadas ao incentivo à leitura e à formação de novos multiplicadores, e, a partir daí, utilizar a arte da contação de histórias como base ou subsídio para projetos socioculturais.


A finalização do curso aconteceu na última quinta-feira (28), quando os alunos, divididos em grupos, apresentaram o que tinham aprendido nos encontros, que aconteceram aos sábados no Instituto de Educação da Universidade Federal de Mato Grosso.


“Foram dias de muita leitura, pesquisa e ensaio. A propósito, foi neste momento que tivemos ainda mais surpresas, pois cada grupo foi muito criativo com suas propostas. Cada um foi descobrindo e revelando suas habilidades. Teve aprimoramento das performances, confecção de objetos e gente estimulando sua habilidade para o canto”, afirma Alicce. “O músico Alvani, a exemplo, compôs uma música especialmente para a história narrada, que deu o nome de ‘A vaca que botou um ovo’”.


Diversos outros participantes colocaram a imaginação para funcionar. O artista Péricles Anarcos, que além de ator e dramaturgo, por exemplo, descobriu sua veia de contador de histórias. “Ele se apresentou utilizando-se de uma técnica muito peculiar na contação de histórias, a manipulação de objetos que ele mesmo criou. A história escolhida foi ‘O velho, o menino e o burro’, inspirada na fábula de La Fontaine e ambientada em nossa região”, conta a professora.


O curso chamou a atenção de profissionais de renome nacional, como a escritora Fernanda Munhão, autora do livro "Mila" que baseou um dos trabalhos, a narradora de histórias e escritora Clea Busatto e o jornalista, narrador e “saciólogo” sul mato-grossense, Andriolli Costa.


Eles se manifestaram via internet. Fernanda, por exemplo, se mostrou muito emocionada de ter seu livro selecionado para a apresentação. "As histórias são homeopatias de verdades para crianças e seres humanos em desenvolvimento", disse. Cleo mandou um recado aos alunos e ressaltou a importância de ser um contador de histórias. Já o jornalista Andriolli falou com Alicce sobre seu trabalho como narradora. “Em contrapartida, sabendo do importante trabalho que ele desenvolve na área da pesquisa do folclore brasileiro, comentei sobre o espetáculo Mitos e Lendas do Rio Cuiabá”.


Além do curso, Alicce Oliveira também levou a contação para escolas da rede municipal de ensino. Neste ‘braço’ do projeto, mais de 630 pessoas assistiram ao espetáculo da contadora.
 
Crianças e adolescentes de quatro escolas da capital - EMEBC Penha de França, EMEBC Estêvão Alves Corrêa, EMEB Honorato Pedroso de Barros (VG), EMEB Marilce Benedita de Arruda (VG) - também compareceram ao evento. Mais de 210 espectadores - entre crianças, jovens e adultos – se divertiram com os espetáculos encenados pelos alunos do curso.
Confira mais informações e fotos na FAN PAGE e no SITE do projeto.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo